BANNER

quarta-feira, 1 de julho de 2015

Novo acidente em Campo de Perizes em Bacabeira

Foto reprodução: PRF

Mais um acidente na tarde desta quarta-feira (1º) em Campo de Perizes na 135, causou um verdadeiro transtorno para condutores que trafegam pela principal rodovia que liga o interior do estado a capital maranhense. 

O acidente aconteceu por volta das 16h15, envolvendo um veiculo Corsa Classic de cor vermelha e um outro veiculo que trafegada no sentido contrario da via. Segundo a policia rodoviária federal que está no local não houve vítima fatal.

Uma pessoa ficou ferida na colisão e presa parcialmente nas ferragem do veiculo. Uma equipe do serviço de atendimento móvel de urgência foi acionada para o local.

Veja lista de candidatos para eleição do Conselho Tutelar em Rosário

Curta a página do Blog no Facebook

O presidente conselho municipal dos direitos da criança e do adolescente de Rosário (CMDCA) Bismarck Pires, divulgo a lista oficial com nomes e números dos candidatos e candidatas para o processo unificado de eleição dos novos membros do conselho tutelar do município de Rosário, para o quadriênio 2016-2019 que acontecem em outubro deste ano.

Todos os candidatos da lista foram devidamente deferidos baseando nos critérios regidos nos artigos 2 e 4 do edital do processo de escolha do conselho tutelar de Rosário, de acordo com a resolução nº 001 de março de 2015 e da lei municipal nº 16/1997.

Prefeitura de Bacabeira paga salário dos servidores nesta quarta-feira (1)

Prefeitura municipal de Bacabeira

A Prefeitura de Bacabeira por meio da Secretaria Municipal de Finanças, informa que os salários de todos os servidores municipais foram depositados nesta quarta-feira (1) e estarão disponíveis para saque até o final do dia nas agências do Banco do Brasil e Bradesco.

O Secretário da Pasta, Josué Gouveia, informou que atendendo determinação do Prefeito Alan Linhares, os servidores da Educação receberão, além dos vencimentos, as férias, que também já foram depositadas. “Os servidores da Educação estarão de férias agora em junho, então, estamos assegurando a eles o direito de gozar suas férias com dinheiro no bolso” disse Gouveia.

Prefeitura encerra festas juninas com muita alegria em Axixá

BOI DE AXIXÁ FEZ A FESTA.
A prefeitura de Axixá através de um grande esforço da prefeita Roberta, realizou uma grande festa junina para seu povo, a prefeita Roberta Barreto demonstrou um carinho a sua terra fazendo de tudo para realização deste arraial que os axixaenses esperam todo ano. 

Encerrando dia 29 com apresentação de várias brincadeiras e apresentação do cantor Cássio e banda, Estiveram presentes bumba boi da lua, boi de São João do Rosário e demais brincadeiras.

Empresa do hospital "fantasma" foi doadora de campanha da família Murad

A empresa que recebeu R$ 4,8 milhões para a construção de um hospital "fantasma" em Rosário, a Ires Engenharia Comércio e Representação, foi uma das doadoras de campanha dos candidatos da família Murad, Andréa Murad e Souza Neto, filha e genro, respectivamente do ex-secretário de saúde, Ricardo Murad, responsável pelo pagamento da obra fictícia.

A Ires, conforme prestação de contas disponível no TSE, fez as singelas doações de R$ 60 mil (Andréa) e de R$ 40 mil (Souza) para cada um dos queridinhos de Ricardo, aumentando a suspeita de uma espécie de encontro de contas do dinheiro desviado.

O caso é investigado pela Polícia Civil do Maranhão, e é apenas um de uma série de inquéritos que podem ser abertos diante de outras suspeitas de desvios de recursos do empréstimo do BNDES.

Segundo o líder do governo na Assembleia Legislativa, deputado Rogério Cafeteira, no final do governo Roseana Sarney foram pagos R$ 240 milhões sem a devida aprovação do banco.

Os R$ 4,8 milhões que a Ires recebeu eram para construir um hospital de 50 leitos em Rosário, com conclusão prevista para 19 de maio deste ano. Hoje o que há é um terreno vazio, onde foi feito apenas a terraplanagem, repetindo o modus operandi da prometida Refinaria Premium I, outra obra que não saiu do papel.

A Ires Engenharia foi a vencedora de uma licitação, onde somente ela participou, e recebeu seus pagamentos em dia sem que houvesse colocado um prego em uma barra de sabão.

Aniversariante do dia...

Murad afirma que foi o próprio Dino quem parou obra de hospital em Rosário

Em sua página no Facebook, ex-secretário de Saúde diz que governador prejudica população de Rosário porque entende que o município não precisa de um hospital macrorregional

O ex-secretário de Saúde Ricardo Murad (PMDB) afirmou hoje que uma simples visita à obra é suficiente para comprovar o que estava sendo feito na construção do Hospital Macrorregional de Rosário, até jaeiro, quando, segundo ele, os serviços foram paralisados na gestão do próprio governador Flávio Dino (PCdoB).

– Foram realizadas quatro medições na obra, que resultaram no pagamento total de R$ 4.856.696,10, em valores faturados em dois grupos de serviços, cuja efetiva execução pode ser facilmente comprovada, numa simples visita à obra e aos registros da Secretaria de Estado da Saúde – justificou o parlamentar, em Nota de Esclarecimento.

Em matéria publicada no jornal O Imparcial, a gestão de Flávio Dino (PCdoB) acusou Murad de ter pago por um hospital que não saiu do papel.

Em seu perfil no Facebook o ex-secretário detalhou todo o croorgrama da obra em sua gestão e publicou fotos da real situação do hospital, em janeiro, quando Flávio Dino assumiu o governo.

– A obra está abandonada desde janeiro de 2015, com mato já crescendo sobre os aterros executados, por isso as fotos divulgadas pelo governo não mostra a terraplenagem já feita –afirmou Murad.

Ele explicou ainda que o valor total do contrato era de R$ 18.281.624,49 e as medições que justificaram os valores faturados podem ser facilmente comprovadas pela empresa gerenciadora do BNDES. E afirma: “Não há possibilidade contratual de pagamentos terem sido feitos sem a aprovação da Gerenciadora do BNDES”.

– Por fim, afirmo que todos os preços praticados pela SES sob a minha gestão, em todas as obras de reforma, ampliação e construção de unidades de saúde, são do sistema SINAPI, da Caixa Econômica Federal. Não há, portanto, qualquer base para acusação de superfaturamento dessas obras – concluiu Murad.
Por Marco D´eça

Marketing político/eleitoral para 2016


Pensando nas Eleições 2016? Vai trabalhar em Campanhas Eleitorais? É Jornalista, Radialista, Repórter, Apresentador? Decidiu ser candidato?

Então, não perca tempo! A Hora é essa!

Dia 04 de julho vai ser realizado na cidade de Santa Rita, o primeiro Curso de Marketing Político Eleitoral e Governamental.

O curso será ministrado por Consultores Políticos credenciado pela ABCOP- Associação Brasileira de Consultores Políticos, Profº Helder Carvalho da Égio Consultoria de São Paulo e a Profª Sande Moraes.

O curso será realizado das 08:00 as 18:00 hrs, no prédio da Câmara Municipal de Santa Rita.
Taxa de inscrição R$ 200,00. Certificado garantido.

Vagas Limitadas! Acesse agora www.sandemoraes.com.br faça sua inscrição e garanta sua vaga.

Levi Pontes destaca auditoria do “hospital “fantasma” em Rosário

O deputado Levi Pontes (SD) ocupou a tribuna da Assembleia nesta terça-feira (30), para informar que leu nos jornais uma manchete acerca de um suposto “hospital fantasma”, que teria sido descoberto, na cidade de Rosário, por meio da auditoria que está sendo realizada pela Secretaria de Estado da Saúde (SES).

O parlamentar revelou que a auditoria constatou que a Iris Engenharia Comércio e Representação recebeu R$ 4 milhões e 200, para construir o suposto “hospital fantasma”, de 50 leitos, que ainda hoje não tem nem a terraplanagem da obra, que se fosse feita beneficiaria milhares de pessoas da Região do Munin.

Para Levy Pontes, é lamentável um fato como esse, pois um hospital de 50 leitos iria resolver grandes problemas de fluxos de pacientes da Região do Munin para as casas de saúde da capital. “A data de entrega do “hospital fantasma” seria 19 de maio, mas foi constatado que só passaram um trator no terreno”, disse.

CRIMES - No pronunciamento, o deputado Levi Pontes revelou que a auditoria da SES constatou que nesse contrato existem, comprovadamente, crimes, atos de improbidade administrativa, licitações dirigidas, pagamentos irregulares e superfaturamento da obra. “Foram pagos 26% do total de uma obra inexistente”, afirmou. 

Conforme Levi Pontes, o projeto do “hospital fantasma” na cidade de Rosário foi autorizado pela Proeng, uma empresa de engenharia, criada no governo passado e contratada por R$ 70 milhões pelo ex-secretário da Saúde, para projetar e fiscalizar obras.

Levi Pontes revelou ainda que a licitação da obra teve apenas uma única empresa concorrendo, porque o edital foi dirigido. Segundo ele, Ricardo Murad disse apenas: “tenho pouco a dizer, a não ser que o programa é atestado pelo BNDES, que detém o poder de autorizar o pagamento das faturas apresentadas”, concluiu.
Informações ALMA

Policia Militar prende foragido do sistema prisional em Rosário


A policia militar de Rosário realizou a prisão na noite desta terça-feira (30) um foragido do sistema prisional do Maranhão. As informações foi através de denuncia anonima, onde davam conta da localização do foragido.

O foragido identificado por Roberto Lima Pereira da Costa, vulgo "Tábua", 35 anos, foi abordado pela policiais enquanto consumia bebidas alcoólicas em bar no centro do município.

O mesmo séria foragido do sistema prisional em que haveria saído no indulto do dias das crianças de 2013 e que não se apresentou mais. 

O conduzido, após abordado, confessou que havia saído no indulto e que não voltou mais para cumprir sua pena. O mesmo foi apresentado a D.P. para que fosse tomadas as medidas cabíveis.

terça-feira, 30 de junho de 2015

Encerramento do São João de Bacabeira bate recorde de público

Cantora Mara Pavanelly no meio do público

O Arraial do Povão 2015, promovido pela Prefeitura Municipal de Bacabeira, por meio da Secretaria de Esporte, Cultura e Lazer, bateu recorde de público no encerramento dos festejos juninos, no último dia 28, com o show da cantora Mara Pavanelli. O largo da Paróquia Nossa Senhora da Conceição, na sede do município, ficou lotado e a população da cidade e demais regiões aprovou o grande show, que marcou a história da cidade.

Luana Nogueira, moradora de Codó, viajou mais de 5 horas para não perder o show da cantora. A estudante analisou a organização da festa. “Fiquei impressionada com tanta organização, com a estrutura e com a segurança. Quesitos fundamentais para o sucesso de qualquer evento, que não deixou a desejar”, elogiou.

Prefeito Alan Linhares encerrando a programação
A secretária de Esporte, Cultura e Lazer, Patrícia Linhares, se mostrou satisfeita pelo evento que durante nove dias encheu a cidade de cores e muita animação. “Mais um ano conseguimos fazer um São João bonito, cheio de brilho. O São João deste ano foi sem dúvida um dos mais organizados, movimentados e seguros da história de Bacabeira”, pontuou Patrícia.

Além das atrações conhecidas no cenário musical nacional, como Willy Gomes e Mara Pavanelli, também abrilhantaram a festa os melhores grupos folclóricos da região e do estado.

Para o prefeito de Bacabeira, Alan Linhares, o sucesso de público da festa representa o esforço conjunto entre a gestão municipal e o Governo do Estado, em reunir a população em uma celebração cultural. “Estamos empenhados em sempre oferecer o melhor para a comunidade, o melhor para os visitantes, trazendo atrações que agradam o público e, também, valorizando as manifestações culturais locais. Foi bonito ver a população participando e prestigiando o momento. Agradeço o governador Flávio Dino pelo apoio”, disse Alan Linhares.

Público recorde no São João de Bacabeira
Para garantir a tranquilidade do público nas noites do São João, a organização do evento contou com o apoio do efetivo da Polícia Militar e de seguranças particulares, contratados pela prefeitura.

O deputado estadual Glalbert Cutrim prestigiou a festança e reconheceu a segurança como um ponto forte do arraial de Bacabeira. “O prefeito Alan Linhares está de parabéns pela grande festa. Um local para a família prestigiar a cultura com segurança e animação”, disse.

Auditoria da Transparência revela hospital "fantasma" em Rosário

Auditoria constata que gestão de Ricardo Murad na saúde pagou R$ 4,2 milhões por hospital que não saiu do papel

Um hospital de 50 leitos que deveria ter sido construído em Rosário, na gestão do ex-secretário de saúde Ricardo Murad, governo Roseana Sarney, não passou da fase de terraplanagem e ainda assim consumiu R$ 4,2 milhões dos cofres públicos. A informação foi repassada à reportagem de O Imparcial pela Força Estadual de Transparência e Controle (Fetracon), órgão criado pelo governo Flávio Dino para auxiliar nas auditorias em obras públicas pela Secretaria de Estado de Transparência e Controle.

O contrato, segundo a Fetracon, foi firmado com a empresa Ires Engenharia Comércio e Representação. Valor total: R$ 4,8 milhões. A entrega do hospital estava prevista para 19 de maio deste ano. Mas no local existe apenas um terreno vazio, com tapumes e placa de especificações da obra. Os serviços, diz a Fetracon, “não foram executados e foram constatados indícios de diversos crimes e atos de improbidade, como licitação dirigida, pagamentos irregulares e superfaturamento.”

Segundo a auditoria, a empresa contratada recebeu em dias e sem atraso o valor total de R$ 4,8 milhões. Nas vistorias realizadas pelos engenheiros da Fetracon foi constatada a execução de apenas uma pequena parte da obra, correspondente a R$ 591.074,15. O que significa que o prejuízo ao Estado foi de R$ 4.265.621,95. O pagamento dos valores foi autorizado pela empresa Proenge Engenharia e Projetos Ltda, contratada por R$ 70 milhões na gestão do ex-secretário Ricardo Murad para fazer os projetos dos hospitais e fiscalizar as obras.
Processo licitatório

No processo licitatório, datado de 13 de dezembro de 2013, somente a empresa Ires Engenharia Comércio e Representação apresentou proposta. Pela lei das licitações, o certame anterior deveria ter sido renovado, de forma que se pudesse buscar preços mais vantajosos ao Estado. Mas isso não ocorreu e a Ires foi contratada.

O secretario de Transparência informa ainda que no edital de licitação constavam “exigências descabidas”, que restringiam a concorrência e teriam contribuído para beneficiar a empresa contratada. A Fetracon não divulgou, porém, quais as exigências. Segundo ela, também não foi dada a necessária publicidade à licitação e nem foi observado o prazo mínimo entre a publicação do edital e a data da sessão de julgamento das propostas. A gestão de Murad pagou para a empresa 26% do valor total do contrato, mas somente foi constatada a execução de 3,2% do objeto contratado. Ainda assim, diz a Fetracon, a Proenge aprovou o pagamento de quase R$ 5 milhões para a Ires Engenharia Comércio e Representação.

De acordo com o secretário de Estado de Transparência e Controle, Rodrigo Lago, foi recomendado à Secretaria de Saúde a rescisão do contrato. “Considerando as gravíssimas constatações feitas pela Força Estadual de Transparência e Controle, determinei a realização de auditoria na licitação e na execução do contrato, além de encaminhar recomendações à Secretaria de Estado da Saúde no sentido de rescindir o contrato em defesa do patrimônio público”, explicou o secretário Rodrigo Lago.

A reportagem tentou entrar em contato com os envolvidos na denúncia, porém, até o fim desta edição apenas o ex-secretário estadual de Saúde, Ricardo Murad, respondeu sobre a questão. Em nota, negou as acusações: “Sem maiores elementos tenho pouco a dizer a não ser que o programa é atestado pela gerenciadora do BNDES (Banco Nacional do Desenvolvimento) que detém o poder de autorizar o pagamento das faturas apresentados pelas empresas. Essa situação não tem condições de acontecer”, alegou.

Vereador Pedrosa Filho (Necó) havia alertado sobre a situação - Em Rosário, o vereador líder do governo na camara legislativa do município, já tinha alertado em audiência pública realizada no dia 19 de junho sobre os gastos exorbitantes na terraplanagem no referido local. O valor gasto é acima de 4,8 milhões.

As informações de gastos da obra foi colocada em primeira mão pelo vereador Pedrosa Filho, na audiência que tratava justamente da paralisação das obras. De posse de documentos o edil fez um discurso pra lá de inflamado para cima da secretaria de saúde do estado, "uma roubalheira, uma falta de vergonha na cara"disse o parlamentar.

Para o vereador, os 14 milhões que ainda resta da licitação é inviável construir o hospital de 50 leitos no município. Ouça o áudio na integra da denuncia feita pelo vereador em audiência publica na camara de vereadores.

segunda-feira, 29 de junho de 2015

Lixo recolhido em São Luís será levado para Rosário a partir de 1º de julho

Lixo recolhido em São Luís será levado para o município de Rosário a partir do mês de julho

A partir de julho, o lixo recolhido em São Luís vai ser levado para o Aterro Sanitário da Titara, localizado em Rosário, cerca de 60 quilômetros da capital. Esta é a solução que está sendo encontrada depois que a Justiça determinou o encerramento em definitivo do Aterro da Ribeira, na área do Distrito Industrial de São Luís, no bairro do Tibiri, segundo informa o secretário municipal de Obras, Antônio Araújo.

Em sua decisão datada dessa quarta-feira (17), o juiz auxiliar Clésio Coelho Cunha, atualmente respondendo pela Vara de Interesses Difusos e Coletivos de São Luís, determinou que a interdição deve se dar no dia 25 de julho do corrente.

Criado ainda na administração de Conceição Andrade, para acabar com um lixão que existia no bairri do Jaracati, onde está instalado o São Luís Shopping, o Aterro da Ribeira sempre foi vista como um problema. Primeiro porque está localizado numa área industrial e depois porque a concentração de aves, principalmente urubus, vinha trazendo problemas para a aviação, já que o lixo está muito próximo do Aeroporto Hugo da Cunha Machado.

O Aterro Sanitário da Titara - Central de Gerenciamento Sanitário pertence à Limpel, que já foi responsável pela coleta de lixo em São Luís, que se associou com a Queiroz Galvão para este empreendimento.

De acordo com a empresa, o objetivo da CGA Titara é ser referência regional em serviços ambientais. Seu projeto é totalmente licenciado e foi desenvolvido para tratamento e disposição final de resíduos através da implantação de tecnologias consagradas. A inovação na utilização de novos materiais e a evolução dos processos operacionais agregam muito mais confiança e segurança para seus clientes. No local o lixo não será jogado, mas tratado, dentro dos padrões internacionais.

Supermercado é alvo de assaltantes em Santa Rita

Supermercado ServBem no Centro de Santa Rita

Pelo menos dois criminosos armados assaltaram no final da tarde desta segunda-feira (29) o supermercado ServBem no centro do município de Santa Rita. 

Ação deixou funcionários e clientes assutados com a facilidade que os meliantes agiram para subtrair dinheiro e celulares do interior do estabelecimento.

O circuito interno de vigilância do estabelecimento filmou a ação dos criminosos que agiram de cara limpa, sem receio de serem conhecidos. Ainda segundo informações os criminosos levaram uma moto que estava estacionada em frente o supermercado.

A policia fez buscas na tentativa de localizar os autores, mais sem exito. A equipe de policia civil da delegacia do município, já começou a trabalhar para solucionar o caso e apresentar os aurores.